FIQUE POR DENTRO SOBRE A LINACH – LISTA NACIONAL DE AGENTES CANCERÍGENOS PARA HUMANOS

Home / Uncategorized / FIQUE POR DENTRO SOBRE A LINACH – LISTA NACIONAL DE AGENTES CANCERÍGENOS PARA HUMANOS

No dia 8 de outubro de 2014, o Diário Oficial da União divulgou pela primeira vez a LINACH – Lista Nacional de Agentes Cancerígenos para Humanos, criada pelos Ministérios do Trabalho e Emprego (MTE), Previdência Social (MPS) e da Saúde (MS), por meio da Portaria Interministerial Nº 9, de 7 de outubro de 2014. Desde então, a lista passou a ser utilizada como referência técnica para a realização de políticas prevencionistas.

O QUE É A LINACH?

A LINACH é uma lista composta por três grupos de agentes considerados cancerígenos para humanos. Eles são subdivididos em: Grupo 1, que é composto por 114 agentes comprovadamente cancerígenos, Grupo 2A, composto por 65 agentes provavelmente carcinogênicos e o Grupo 2B, que abrange 284 agentes possivelmente carcinogênicos.

A primeira edição da LINACH reúne a tradução da lista de agentes classificados por estudos da Agência de Pesquisas sobre Câncer (IARC) da Organização Mundial de Saúde (OMS), com previsão de atualizações semestrais por técnicos referentes dos três ministérios – acrescentando demais agentes com base em estudos científicos internacionais e nacionais.

A IMPORTÂNCIA DA LINACH

LINACH tem como objetivo balizar as políticas públicas no âmbito desses Ministérios. Suas informações, porém, são muito importantes para qualquer prevencionista, já que ela relaciona de forma bastante direta os agentes cancerígenos para humanos, sendo de fundamental relevância para a adoção de medidas de higiene ocupacional.

AGENTES DE RISCO

Entre os agentes de risco do GRUPO 1, agentes considerados ‘cancerígenos para humanos’, podemos encontrar o BENZENO (substância química presente no petróleo, gasolina, queima de carvão mineral e solventes orgânicos), que é comumente manuseado em ambientes ocupacionais. O contato com o benzeno é tão prejudicial à saúde humana que pode ocasionar a alteração e/ou diminuição das células do sangue, aborto na gravidez, má formação do feto, redução da resistência do sistema imunológico humano, depressão e mudanças de comportamento. Além disso, o benzeno é apontado como um grande agente causador da leucemia. É ainda neste primeiro grupo que encontramos a SÍLICA LIVRE CRISTALINA (substância de origem mineral presente na composição de materiais como areia, brita, minério, etc.), dentre outros agentes.

O GRUPO 2A, que é o grupo de ‘provavelmente carcinogênicos para humanos’, podemos encontrar agentes como o PERCLOROETILENO, que é uma substância largamente usada para a limpeza a seco de produtos (frequentemente chamado “fluido de limpeza a seco”) e desengraxe de metais. É também utilizado na produção de outros produtos químicos e alguns produtos de consumo, especialmente para desengraxe e limpeza. Já no GRUPO 2B, que é o grupo de ‘agentes possivelmente carcinogênicos para humanos’, podemos citar o CHUMBO, substância  presente em baterias de ácido, munição, proteção contra raios-X e raios gama, eletrodos utilizados em soldas, fusíveis, revestimentos de cabos elétricos, etc. .

O site da ABHO – Associação Brasileira de Higienistas Ocupacionais, disponibiliza o conteúdo através do link:

http://www.abho.org.br/wp-content/uploads/2014/10/Lista-de-Agentes.pdf